Seguidores

quarta-feira, 24 de junho de 2015

Semente de poesia



Plantada em mim a semente poesia,
germina palavra alada,
sobrevoa o infinito dos meus olhos,
busca encontrar um mundo em cores.

Constrói  ponte, passarela
galhos e jardins,
quer ser raiz, folha, flora e frutos,
e é, em poemas nascidos
nos vãos entre a ponte  sensitiva e o coração.

Poesia é como ave migratória
que busca sobrevivência,
insinua-se como Deusa,
aninha-se no coração do poeta,
faz-lhe fingidor e sofredor .

 dinapoetisadapaz


8 comentários:

  1. Tuas palavras germinam e fazem lindas poesias! bjs, chica

    ResponderExcluir
  2. Muito bonoto teu poema .Como gostaria de rscrever assim .Parabénsbjs

    ResponderExcluir
  3. Pois é Chica, temos que cutucar a mente, remexer a massa cinzenta para ativar o cultivo e germinar uns versinhos.rsrs.

    Bjin amiga!

    ResponderExcluir
  4. Boa noite Arlete! Agradecida por ler meus rabiscos, Quem dera escrever tanto assim amiga, sou uma aprendiz rabiscando versos Bjin no core!

    ResponderExcluir
  5. Olá Diná.

    Estive aqui ontem mas nao consegui enviar o comentário. Ainda bem que consegui seguir.
    Que pena que você tenha perdido seus blogs anteriores mas fico feliz de ve-la de volta com lindos versos como sempre.
    Parabens pelo novo espaço que por sinal está lindo!
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Oh Lu! Que bom te ver aqui amiga! Sua presença alegra-me por demais, além de ser um prazer enorme tê-la como seguidora.
    Um bj no seu core!

    ResponderExcluir
  7. Bonito poema, Diná!
    O poeta vê e sente demais... Ama e sofre sensivelmente!
    Um abraço e muita pazzz.

    ResponderExcluir
  8. É verdade Anete, Pessoa estava certo quando falou que o poeta é fingidor.
    Paz e luz pra vc tb!

    Grata pela visita e leitura!
    Abçs!

    ResponderExcluir

Seu comentário será bem vindo, deixe suas impressões ,sua visita será retribuída com carinho.

Bom dia, Boa tarde, Boa noite!