Seguidores

domingo, 30 de agosto de 2015

Esperei (Soneto Livre)


Esperei, bem sabias o quanto eu te queria,
De certo, não pensou que se me faltasse
Com a tua presença, o coração não hesitaria
E suportar a delonga, seria um impasse.

Desculpar-se do descaso, já não adiantaria
Doravante, desejo que na dor te regales...!
Se teu amor é lunar, o meu não tem fases.
Fui! Rasguei a página da nossa história...!

Virei o jogo, dei folga ao meu coração,
Migalhas de amor não inflam meu peito,
Viver de pró- forma, é espantoso feito.

Não te iludas, toda aquela grande paixão
Desmoronou, debilitada, perdeu o efeito,
Para amor fragmentado não há solução

dinapoetisadapaz

6 comentários:

  1. Linda poesia,Diná! bjs, chica e ótima semana!

    ResponderExcluir
  2. Um soneto digno de aplausos Diná.
    Palavras perfeitas de uma espera.
    Adorei.
    Bjs e uma ótima semana.
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  3. Um Amor rasgado, consciente e pleno de tudo.
    "Amar. Amar, amar perdidamente..."

    Beijos
    SOL

    ResponderExcluir
  4. Não vale a pena amar quem não merece.
    Lindíssimo poema.
    Beijinhos
    Maria

    ResponderExcluir
  5. Realmente; viver o amor por partes...
    Não tem tempo que resista.
    Lindo poema.
    Janicce.

    ResponderExcluir
  6. Num amor existem duas partes onde se ama e se é amado ,reciprocidade entre ambos senão nada vale ,maravilhoso poema muitos beijinhos

    ResponderExcluir

Seu comentário será bem vindo, deixe suas impressões ,sua visita será retribuída com carinho.

Bom dia, Boa tarde, Boa noite!