terça-feira, 9 de junho de 2015

Réstia de Sol




Réstias de sol, que coisa bela,
Dardeja raios luminosos,
Que se infiltram pela janela,
Me faz um dengo gostoso .

Joga seu brilho, deixa sua parcela
De lume em meu leito preguiçoso,
O meu despertar entra em querela
com a preguiça matinal. É o sono audacioso
brigando com a magna estrela!

 dinapoetisadapaz
 

Mudanças


  Tem dias que sou poesia,
o olhar alcança longínquas distancias,
vou muito além do que vejo,
alço voo de liberdade.

Atravesso desertos,
descubro oásis,
bebo na fonte da natureza
a solidão das matas.

Fico triste, fico Zen,
Vivo assim me transmutando,
E de bom grado aceitando as mudanças
Que a vida impõe.
Assim, consigo evitar saturação de mim mesma.

dinapoetisadapaz

Selo e mimo



Mimo para meus sguidores!!

Selinho para meus seguidores