Seguidores

domingo, 30 de agosto de 2015

Esperei (Soneto Livre)


Esperei, bem sabias o quanto eu te queria,
De certo, não pensou que se me faltasse
Com a tua presença, o coração não hesitaria
E suportar a delonga, seria um impasse.

Desculpar-se do descaso, já não adiantaria
Doravante, desejo que na dor te regales...!
Se teu amor é lunar, o meu não tem fases.
Fui! Rasguei a página da nossa história...!

Virei o jogo, dei folga ao meu coração,
Migalhas de amor não inflam meu peito,
Viver de pró- forma, é espantoso feito.

Não te iludas, toda aquela grande paixão
Desmoronou, debilitada, perdeu o efeito,
Para amor fragmentado não há solução

dinapoetisadapaz

Bom Dia!

 Amigos, meu PC esteve na UTI durante a semana, e eu pegando carona no NOT da sobrinha,  razão da minha quase ausência por aqui e nas páginas dos amigos.Só ontem a noite que recebeu alta.