quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

Amor Oculto ( Soneto Livre )


Tenho um amor proibido
Sei que isto não é direito
Sim,é absoluto e descabido
Amo-o assim, não tem jeito!

Amor oculto, indefinido...
Difícil, tem causa e efeito
Se o querer é reprimido
Como viver este feito?

O sentimento é incontrolável
Quando há amor no coração
O impossível torna-se aceitável

Tentar entender o inexplicável
Sucateando as forças da paixão
Eu fico com a hipótese do possível


dinapoetisadapaz

3 comentários:

  1. Belíssimo querida amiga ,palavras cheias de sentires muitos beijinhos

    ResponderExcluir
  2. Viver assim acaba sendo confortável para alimentarmos a paixão pelo viver amorosamente.
    Belo poema e realista.
    Abraço.

    ResponderExcluir

Seu comentário será bem vindo, deixe suas impressões ,sua visita será retribuída com carinho.

Bom dia, Boa tarde, Boa noite!