segunda-feira, 8 de fevereiro de 2016

Dentro do Cristalino



Cansada da sua inatividade
a folha branca ali inoperante,
convidou-me a uma atividade;
escrever um poema elegante.

Um poema com mensagem
tocante; alguém que saiba
ser verdadeiro e traga na bagagem
uma linguagem que caiba

no meu coração sofredor.
que todo dia morre de amor
mas, que ainda não encontrou
o amor que sempre desejou.

A inspiração, como ave voou
fiquei pelo desespero paralisada
que aflição ,o  repertório esgotou
e na minha folha branca; nada!

Apostei na habilidade
outra folha logo peguei
enfrentei com voracidade
a transpiração, e escrever... Tentei!!

Versos  inesperados, nascidos
de um olhar  ladino,
estavam escondidos
dentro do cristalino.




dinapoetisadapaz

8 comentários:

  1. Aplaudindo daqui! Linda e tua inspiração sempre chega! bjs, chica

    ResponderExcluir
  2. Belíssimo querida amiga ,muitos parabéns beijinhos

    ResponderExcluir
  3. Muito obrigada Emanuel,alegra-me sua gentil visita.

    bjs no coração amigo!

    ResponderExcluir
  4. OI DINÁ!

    CONSEGUISTE IMPRIMIR EM TEU TEXTO,MUITA ELEGÂNCIA E BELEZA.
    AMEI AMIGA.
    ABRÇS

    http://. zilanicelia.blogspotcom.br/

    ResponderExcluir
  5. Dina como vai você.. vi que tens escrevido preciosas poemas ,
    querida amiga poetisa.
    Tenho ficado bastante ausente mas quando Deus me concede
    um tempo saio em visitas a amigas lindas como você.
    Um beijo terno e carinhoso sua amiga.
    Evanir.

    ResponderExcluir
  6. Diná querida.
    Feliz de ter recebido a sua gentil visitinha.
    E que poema maravilhoso!
    Parasbéns!
    Beijinho muitos e meu especial carinho.
    Verena e Bichinhs.

    ResponderExcluir
  7. Tudo culpa do cristalino, já se vê!

    Que poema tão bem feito e com tanto significado. Parabéns!

    Beijos, linda amiga!

    ResponderExcluir

Seu comentário será bem vindo, deixe suas impressões ,sua visita será retribuída com carinho.

Bom dia, Boa tarde, Boa noite!