Seguidores

quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

Tempero da Palavra


As palavras precisam ter sumo como se fossem frutas suculentas para se degustar. A palavra é como o amor, precisa de tempero, sendo enxuta, a poesia nasce insípida, o leitor não sente o sabor, há que se mastigar o verso e degustar.
Não é a métrica, nem a rima que causa emoção e faz o coração do leitor sangrar .e sim a palavra bem temperada com sentimentos que causem impacto.

               Na  metáfora está o sabor da palavra.

dinapoetisadapaz

2 comentários:

  1. Lindo querida amiga, desejo-lhe um Santo e Feliz Natal para si e para todos quanto ama,beijinhos muitas felicidades

    ResponderExcluir
  2. Que espetáculo minha amiga
    Um poema bem temperado com a sua grande sensibilidade e talento
    Querida Diná,
    Que neste natal e em todos dias do próximo ano passamos fazer de Jesus nosso melhor amigo, pois ELE é o maior motivo do Natal e da nossa existência.
    Feliz natal pleno de amor e harmonia e um ano novo de paz, amizade, humildade e sabedoria
    Beijos com imenso carinho,
    Gracita

    ResponderExcluir

Seu comentário será bem vindo, deixe suas impressões ,sua visita será retribuída com carinho.

Bom dia, Boa tarde, Boa noite!