Seguidores

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Coração cego


Coração cego, 
qual a luz que te faz enxergar
as dores de amores idos,
mirar um novo olhar,
e outra vez se apaixonar?
Qual a garra que arranca
a crosta da tua ferida,
e outra vez abraças a eloquência...

Atemporalidade?

dinapoetisadapaz

4 comentários:

  1. O mesmo coração que alberga tantos sentimentos ,maravilhoso momento querida amiga, beijinhos muitas felicidades

    ResponderExcluir
  2. Adorei a poesia amiga Diná!
    Estou de volta e desejo a você uma linda semana,agradecendo a sua visita.
    Bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  3. Olá, querida Dina!

    Você escreve, maravilhosamente.
    O coração, esse órgão, com quatro cavidades, não tem "juízo" mesmo e é cego, surdo e mudo, pke caí uma vez, cai duas e nunca aprende. Enfim, é como você diz, e mto bem, não enxerga.

    BOM ANO, VISTO SER A 1ª VEZ QUE NOS CONTACTAMOS EM 2017. Novo post, lá. Mto obrigada!

    Beijos e boa semana.

    ResponderExcluir
  4. A imagem, que encima seu escrito está linda e bem escolhida foi. Parabéns, querida!

    ResponderExcluir

Seu comentário será bem vindo, deixe suas impressões ,sua visita será retribuída com carinho.

Bom dia, Boa tarde, Boa noite!