sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

Virando a página


Por muito tempo nossas almas
viveram em sintonia quase perfeita.

Era um amor sem tormentos,
havia muita ternura,
e grandes alegrias,
até o dia que nossos corações
resolveram não mais pulsar
no mesmo ritmo.

Não sei se a rotina 
ou inconformismo,
abriu-se um leque
em forma de caminho,
você partiu pra outras paragens.

E quando o diálogo cessou
veio a solidão a dois,
vida de aparências?
nunca!
Logo,ditei meu veredicto!
 Revirei as gavetas da alma
e do coração,
consultei meu caderninho
e lhe vi na página virada!

dinapoetisadapaz

6 comentários:

  1. Nada como a autoestima para nos direcionar à certas posições na vida! Belo e realista poema!
    Abraço.

    ResponderExcluir
  2. É verdade Célia, amor unilateral e o mesmo que ser estulto.
    Agradeço o carinho da visita.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  3. A vida é uma enormidade de sentires querida amiga, um poema muito belo,beijinhos muitas felicidades

    ResponderExcluir
  4. Muitas vezes a vida nos faz virar a página para que possamos encontrar nossa verdadeira felicidade com um novo amor
    O teu é magistral amiga Diná
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Boa noite, querida Diná!
    Virada a página, nova vida no coração...
    Bjm fraterno e um abençoado 2017!

    ResponderExcluir
  6. Quando o amor acaba o melhor é mesmo virar a página
    Maravilhoso poema.
    Beijinhos
    Maria

    ResponderExcluir

Seu comentário será bem vindo, deixe suas impressões ,sua visita será retribuída com carinho.

Bom dia, Boa tarde, Boa noite!