terça-feira, 7 de fevereiro de 2017

Libertação


Hoje decretei minha libertação
A razão impõe minha partida
Em meu coração não há mais emoção
Quebrei os liames, estou renascida

Os atritos e tantos conflitos
São agora despojos expurgados
Relatados em manuscritos
A felicidade dum coração aliviado.

Que sopre agora bons ventos
Que leve  meus tormentos
Pois nada de bom restou
Desse amor que o tempo desgastou.

dinapoetisadapaz

9 comentários:

  1. Uauu maravilhoso, bom te ler já de manhã!

    Bom dia bela poetisa. bj

    ResponderExcluir
  2. Gostei desta libertação ao amanhecer! LINDO.
    Abraço

    ResponderExcluir
  3. Maravilhoso querida amiga muitos beijinhos felicidades

    ResponderExcluir
  4. Quando um amor morre, é melhor sepultá-lo mesmo, e partir para outro.
    Gostei.
    Um abraço

    ResponderExcluir
  5. Lena, fico feliz que tenha gostado da leitura.
    Agradeço a gentil visita.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  6. Pois é Antonio, a liberdade é essencial, nos deixa leve!
    Adorei sua visita!
    Abraços.

    ResponderExcluir
  7. Amigo Emanuel, sua fiel visita alegra-me muito!

    Bjs no core!

    ResponderExcluir
  8. Então amiga Elvira, quando as coisas desandam , melhor sair fora.

    Grata pela gentil visita.
    Abraços!

    ResponderExcluir
  9. Que o vento leve para longe todos os tormentos.
    Belíssimo poema
    Beijinhos
    Maria

    ResponderExcluir

Seu comentário será bem vindo, deixe suas impressões ,sua visita será retribuída com carinho.

Bom dia, Boa tarde, Boa noite!