domingo, 5 de março de 2017

Não houve tempo para clamor




Demorou a interrupção da minha dor.
Quando o tempo lembrou de amenizar
A inoperância que me fez murchar como flor,
E nada mais o amor pode me proporcionar...

Mandou seu vento forte e caçador
Varrer do meu peito e afugentar,
Os resquícios existentes da dor.
Levou parte da saudade; do meu penar...!

Ainda existe um que de sentimento a me secar,
Meu coração luta e reluta para se recompor,
Embora tenha recaídas e passe a delirar
Entende que não mais preciso desse amor.

Não foi de tudo ruim nosso amar,
Os bons momentos, o desgaste executor
Fez nevar no coração e o enregelar;
Não houve tempo para clamor...!
 dinapoetisadapaz

10 comentários:

  1. Poesia linda e tuas inspirações sempre assim o são! bjs, chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Chica querida, grata pela apreciação aos meus rabiscos.

      Bjs!

      Excluir
  2. O amor.....Sempre o amor....
    Kis :=}

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara AvoGi,feliz com sua presença nova amiga. O amor é o maior e o melhor dos sentimentos, né amiga?
      Bjs!

      Excluir
  3. Maravilhoso poema querida amiga ,desejo-lhe uma semana muito feliz ,beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu caro amigo emanuel sua visita é por demais bem vinda, seu comentário enfeita minha página.
      Bjin no core amigo!

      Excluir
  4. Tão lindo o poema, a imagem casou maravilhosamente com os versos.
    Gostei imenso.
    Um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Smareis, agradecida pela visita e leitura. Seja sempre bem vinda.

      bjs!

      Excluir
  5. Sempre maravilhosa em seus versos Diná!
    Bjs,obrigada pela visita e uma ótima semana.
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  6. Olá Carmem., grata pela apreciação amiga!
    Recíprocas amiga!
    Bjs!

    ResponderExcluir

Seu comentário será bem vindo, deixe suas impressões ,sua visita será retribuída com carinho.

Bom dia, Boa tarde, Boa noite!