Seguidores

segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Esperei (Soneto Livre)


Esperei, bem sabias o quanto eu te queria,
De certo, não pensou que se me faltasse
Com a tua presença, o coração não hesitaria
E suportar a delonga, seria um impasse.

Desculpar-se do descaso, já não adiantaria
Doravante, desejo que na dor te regales...!
Se teu amor é lunar, o meu não tem fases.
Fui! Rasguei a página da nossa história...!

Virei o jogo, dei folga ao meu coração,
Migalhas de amor não inflam meu peito,
Viver de pró- forma, é espantoso feito.

Não te iludas, toda aquela grande paixão
Desmoronou, debilitada, perdeu o efeito,
Para amor fragmentado não há solução

dinapoetisadapaz

6 comentários:

  1. Linda poesia,Diná! bjs, chica e ótima semana!

    ResponderExcluir
  2. Um soneto digno de aplausos Diná.
    Palavras perfeitas de uma espera.
    Adorei.
    Bjs e uma ótima semana.
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  3. Um Amor rasgado, consciente e pleno de tudo.
    "Amar. Amar, amar perdidamente..."

    Beijos
    SOL

    ResponderExcluir
  4. Não vale a pena amar quem não merece.
    Lindíssimo poema.
    Beijinhos
    Maria

    ResponderExcluir
  5. Realmente; viver o amor por partes...
    Não tem tempo que resista.
    Lindo poema.
    Janicce.

    ResponderExcluir
  6. Num amor existem duas partes onde se ama e se é amado ,reciprocidade entre ambos senão nada vale ,maravilhoso poema muitos beijinhos

    ResponderExcluir



Seu comentário será bem vindo, deixe suas impressões , sua crítica, desde que não ofensiva me servirá de aprendizado e contribuição para melhora do meu trabalho poético.

Sua visita será retribuída com carinho.
Que Deus abençoe seu dia, sua tarde, sua noite!

Bom dia, Boa tarde, Boa noite!