Seguidores

quinta-feira, 28 de setembro de 2017

Abstêmia

Sua indiferença
embatucou meus devaneios.
Seus passos perderam o rumo,
seu olhar segue em outra direção.

Choveu na sua febre, 
encharcou seu coração,
o dialogo naufragou,
o desejo  foi trincado .
O que restou?

Eu, como pássaro ferido
acometida de mudez,
mastigando a ilusão,
degustando a ansiedade,
vendo se partir entre os  dentes, 
o fio de esperança.

Enfim!
Tornei-me abstêmia do desejo,
de novamente te ter!


13 comentários:

  1. O amor deve trazer felicidade mas quando traz dor é melhor mesmo abster-se desse desejo
    Mais uma belíssima pérola amiga Diná
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Oi Diná
    Linda poesia, poetisa
    Amor não correspondido devemos descartar
    Beijos no coração
    Lua Singular

    ResponderExcluir
  3. Uauuuuuu amiga, transbordaste na inspiração e nos brindastes com está preciosa pérola!
    Abraços afetuosos!

    ResponderExcluir
  4. Olá amiga Diná,
    Uma linda poesia. Alguns amores acabam por nos tornar assim. Mas, passado o efeito deixa um espaço maior para um novo amor.

    Uma ótima sexta-feira
    Wellington Maia

    ResponderExcluir
  5. La mancha de la mora con otra verde se quita.
    Bonita poesía.
    Ya te sigo.
    Un abrazo.

    ResponderExcluir
  6. Maravilhosa poesia querida amiga, encantado,desejo-lhe uma sexta-feira muito abençoada beijinhos no coração felicidades

    ResponderExcluir
  7. Bonito e fortíssimo poema! O amor não correspondido traz dores e inquietações...
    Bjs e bom fim de semana...

    ResponderExcluir
  8. Os desabafos da Alma tomam palavras que não desejamos sejam concretizadas. O Amor (dorido) pode fazer sofrer, mas sempre deixa a porta aberta para a reconciliação e para o entendimento.
    Que assim seja.


    Beijo
    SOL

    ResponderExcluir
  9. Linda demais sua poesia,querida Diná.

    O título maravilhoso. O amor no ar!

    Ameiiiiii!

    Beijos sabor carinho e um fim de semana de paz e bênçãos

    Donetzka

    ResponderExcluir
  10. Boa noite Diná!!!
    Que linda poesia, retratando bem a dor de um amor não correspondido.
    Um abraço!!!
    Paz e Luz!!!

    Anna Lírios em Letras

    ResponderExcluir
  11. Intenso... e quando real... nada há o que se fazer a não ser abster-se e deixar o tempo passar... e com ele, as dores, as desilusões, o desencanto, os sentimentos...
    Beijos,
    Valéria

    ResponderExcluir
  12. Adotei uma modalidade de agradecer os comentários contemplando a todos em cada postagem:
    De coração agradeço sua visita , leitura e comentário, cada
    visita eu recebo como um brinde aos meus rabiscos.
    Passarei em sua página logo que for possível:
    Bj em cada coração!

    Gracita,
    Lua singular,
    Lucia Silva,
    Amigo Maia,
    Pedro Coimbra,
    Josefa,
    Emanuel,
    Anete,
    Sol da Esteva,
    Amiga Done,
    Anna Lírios,
    Valéria

    ResponderExcluir



Seu comentário será bem vindo, deixe suas impressões , sua crítica, desde que não ofensiva me servirá de aprendizado e contribuição para melhora do meu trabalho poético.

Sua visita será retribuída com carinho.
Que Deus abençoe seu dia, sua tarde, sua noite!

Bom dia, Boa tarde, Boa noite!