Seguidores

sexta-feira, 6 de outubro de 2017

Vislumbrando a Natureza



Um café ao ar livre, um breve passatempo
E, entre o colorido das flores silvestres,
O meu olhar se perdeu no tempo.
Fez um longo passeio campestre.

Eu sentia outra saudade,
Saudade daquele romance terminado,
O coração era só fragilidade,
A vida parecia ter acabado.

A casinha branca, singela e solitária.
Rodeada de flores que medram naturalmente,
Local típico de uma bucólica província.
Ao vislumbrar a beleza, ali permanente,

Retornei à minha infância, tempo especial
Onde eu borboleteava pelos campos,
Num ingênuo passeio matinal.
À noite, me encantava a luz dos pirilampos.

O majestoso cenário em cores,
Como que pintado por um pincel,
Dissipou todas as minhas dores
Em paz, degustei o meu farnel!


10 comentários:

  1. Uma momento lindo de volta ao passado e revisão de vida...LINDA! beijos, chica

    ResponderExcluir
  2. Rememorar fases da vida é um bálsamo para nossas almas! Belíssimo momento! Leitura contagiante! Obrigada!
    Abraço.

    ResponderExcluir
  3. Eis uma poesia que contemplou tantas coisas boas da vida. Adorei!

    Um ótimo domingo.
    Beijinhos.

    _______________
    P.S.: Por motivo de falta de tempo e entre outras coisas, eu posso passar um tempo sem visitar o seu cantinho. Vou continuar atualizando o blog normalmente, mas nem sempre vou retribuir a visita imediatamente, ok? Sempre que eu puder estarei aqui para curtir as suas postagens. Agradeço a sua compreensão e a sua visita.

    ResponderExcluir
  4. Lindo,querida amiga Diná!

    Relembrar momentos felizes já vividos é vivê-los novamente.

    Obrigada pelas visitas,minha linda amiga poeta.

    Seu blog está na minha lista de blogs a visitar,à direita do meu com seu nome.

    Recebi a atualização do novo post e me deparo com essa pérola.

    Parabéns!

    Beijos sabor carinho e um fim de semana florido e abençoado

    Donetzka

    ResponderExcluir
  5. Quantas lembranças temos para poetar, nossa infância nos traz sempre momentos singulares, cheios de ternura, brincadeiras, recordações de nossas avós, com seus bolinhos de chuva, corridas pelo campo, banhos no rio. São essas recordações que guardamos mais. Ainda não descobri o motivo!
    Beijo, feliz domingo!

    ResponderExcluir
  6. Olá, querida amiga Diná!
    Tão lindo poema com lembranças vastas e ternas de um tempo que nunca se vai na realidade... o coração faz questão de nos recordar tudinho...
    Seja feliz e abençoada!
    Bjm de paz e bem

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Hoje é dia do quarto Poetizando e Encantando. A imagem que sugeri está deveras inspiradora. Com certeza sua participação vai ser belíssima! quanto aos selinho, vamos colecionando depois faremos um álbum lindo!
    Lhe espero com carinho.
    Há! Caso um seguidor (a) seu deseje participar e está receoso (a), não tem problema, seja mais um e depois é só pegar os primeiros selinhos. Sejam todos bem vindos a essa brincadeira que nos incentiva a ser criativos e recebemos várias visitas.
    Abraços, com desejo de um Domingo com muita paz, saúde e felicidade.

    ResponderExcluir
  8. Um café tomado ao ar livre pode libertar a imaginação.
    Boa semana

    ResponderExcluir
  9. Bom dia com alegria
    Sua presença me faz feliz
    A leitura é para mim gratificante
    Comentário melhora o desempenho
    Sua amizade, meu melhor presente!
    Tenha azul, cheinho de Paz e Luz!
    Bjss!

    ResponderExcluir



Seu comentário será bem vindo, deixe suas impressões , sua crítica, desde que não ofensiva me servirá de aprendizado e contribuição para melhora do meu trabalho poético.

Sua visita será retribuída com carinho.
Que Deus abençoe seu dia, sua tarde, sua noite!

Bom dia, Boa tarde, Boa noite!