Seguidores

segunda-feira, 13 de novembro de 2017

Amor para Sempre!



Eras tão bela e elegante
Minha doce e sensível amante
Do teu vigor eu desfrutei
Da tua beleza me orgulhei

Que diga o mesmo sobre mim
também vítima  do tempo , enfim;
Beleza e viço, murcham como rosa
Sofre do tempo, a ação dolorosa

Mas o amor verdadeiro não,
não murcha, conserva a veneração
pelo sentimento puro, embora fragilizados
Jamais nos sentimos distanciados

Eu lhe amparo, você agradece
Especial cuidado bem mereces
Carinho é coisa atemporal
Nosso amor é visceral


15 comentários:

  1. Bah! Te digo que AINDA BEM o verdadeiro amor não murcha...Pelo menos ele,.rs...Se eu dependesse do meu viço, estaria ralada... ADOREI! Linda poesia! bjs, chica

    ResponderExcluir
  2. Essa essência amorosa é que nos faz viver na plenitude de todos os ciclos de nossa vida. Belo e realista poema!
    Abraço.

    ResponderExcluir
  3. O corpo muda, o sentimento é que é importante.
    Se permanece nada mais interessa.

    ResponderExcluir
  4. Bom dia. Poderoso poema onde restam as recordações. Adorei

    Bjos
    Boa Terça-Feira.
    Hoje o tema é meu lá no "Brincando"

    ResponderExcluir
  5. Só o amor vê além da beleza artificial, dos defeitos. O ditado que diz: o amor é cego, funciona para dizer o contrário, o amor verdadeiro enxerga além do que os olhos veem. Bom dia!

    ResponderExcluir
  6. Lindo!
    Um amor para a vida toda.
    Bjs Diná.
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  7. Essa é a verdade, amor e paixão são coisas muito diferentes! O amor é eterno! Tão puro, tão verdadeiro que não tem como descrevê-lo!
    Linda postagem!
    Um beijo, amiga!

    ResponderExcluir
  8. Olá, Diná!
    Deste teu belo poema, "Amor é para Sempre", destaco estes versos, tão bons como os outros versos:

    "Que diga o mesmo sobre mim
    também vítima do tempo , enfim;
    Beleza e viço, murcham como rosa
    Sofre do tempo, a ação dolorosa"

    Parabéns, minha amiga.
    Um abraço.
    Pedro

    ResponderExcluir
  9. O amor verdadeiro sobrevive a adversidades e dificuldades por anos. Gostei muito do poema!
    Tenha uma ótima terça feira!

    ResponderExcluir
  10. Que lindo amiga! Uma poesia que fala do verdadeiro amor, o amor que não se acaba com o tempo. a beleza física se vai mas o amor permanece eterno nos corações. Belo poema, parabéns! abraços, fica na paz de Deus.

    ResponderExcluir
  11. Olá Diná!
    Ainda não tinha conseguido chegar a este seu lindo cantinho!
    Estou adorando, vou tentar segui-lo na minha lista preferida; não sei se consigo,
    já tentei noutro que a amiga participa mas apareceu erro 404 numa página inválida, vou tentar seguir este, vamos ver se consigo! O Google está com muitos problemas... nem sempre consigo seguir!
    Parabéns, seu blog é muito lindo, gosto muito dos seus poemas.
    Muito obrigada pelas suas visitas, e por todos os seus amáveis comentários!
    Quando quiser disponha, é sempre muito agradável ler os comentários dos amigos.
    Beijo com meu carinho, e um forte abraço!

    https://zelinhaist.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. O espírito jamais envelhece, sobretudo quando ama e é amado. Amei seu poema!
    Beijos carinhosos!

    ResponderExcluir
  13. Olá Diná, nossa que versos lindo, que profundo, o Espírito realmente não envelhece... Cheguei aqui pela primeira vez e já me apaixonei, vou seguir e voltar. Um xeru!

    Sandra
    http://pedacinhobysandra.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  14. Boa Noite, Diná!!!
    Que coisa mais linda amei. Lindo ler e sentir o amor verdadeiro. Adorei!!!
    Paz e Luz!!!

    ResponderExcluir
  15. O amor verdadeiro não murcha, na verdade.
    Belo poema, parabéns.
    Bom fim de semana, amiga Diná.
    Beijo.

    ResponderExcluir

Seu comentário será bem vindo, deixe suas impressões ,sua visita será retribuída com carinho.

Bom dia, Boa tarde, Boa noite!