Seguidores

segunda-feira, 13 de novembro de 2017

Amor para Sempre!



Eras tão bela e elegante
Minha doce e sensível amante
Do teu vigor eu desfrutei
Da tua beleza me orgulhei

Que diga o mesmo sobre mim
também vítima  do tempo , enfim;
Beleza e viço, murcham como rosa
Sofre do tempo, a ação dolorosa

Mas o amor verdadeiro não,
não murcha, conserva a veneração
pelo sentimento puro, embora fragilizados
Jamais nos sentimos distanciados

Eu lhe amparo, você agradece
Especial cuidado bem mereces
Carinho é coisa atemporal
Nosso amor é visceral


15 comentários:

  1. Bah! Te digo que AINDA BEM o verdadeiro amor não murcha...Pelo menos ele,.rs...Se eu dependesse do meu viço, estaria ralada... ADOREI! Linda poesia! bjs, chica

    ResponderExcluir
  2. Essa essência amorosa é que nos faz viver na plenitude de todos os ciclos de nossa vida. Belo e realista poema!
    Abraço.

    ResponderExcluir
  3. O corpo muda, o sentimento é que é importante.
    Se permanece nada mais interessa.

    ResponderExcluir
  4. Bom dia. Poderoso poema onde restam as recordações. Adorei

    Bjos
    Boa Terça-Feira.
    Hoje o tema é meu lá no "Brincando"

    ResponderExcluir
  5. Só o amor vê além da beleza artificial, dos defeitos. O ditado que diz: o amor é cego, funciona para dizer o contrário, o amor verdadeiro enxerga além do que os olhos veem. Bom dia!

    ResponderExcluir
  6. Lindo!
    Um amor para a vida toda.
    Bjs Diná.
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
  7. Essa é a verdade, amor e paixão são coisas muito diferentes! O amor é eterno! Tão puro, tão verdadeiro que não tem como descrevê-lo!
    Linda postagem!
    Um beijo, amiga!

    ResponderExcluir
  8. Olá, Diná!
    Deste teu belo poema, "Amor é para Sempre", destaco estes versos, tão bons como os outros versos:

    "Que diga o mesmo sobre mim
    também vítima do tempo , enfim;
    Beleza e viço, murcham como rosa
    Sofre do tempo, a ação dolorosa"

    Parabéns, minha amiga.
    Um abraço.
    Pedro

    ResponderExcluir
  9. O amor verdadeiro sobrevive a adversidades e dificuldades por anos. Gostei muito do poema!
    Tenha uma ótima terça feira!

    ResponderExcluir
  10. Que lindo amiga! Uma poesia que fala do verdadeiro amor, o amor que não se acaba com o tempo. a beleza física se vai mas o amor permanece eterno nos corações. Belo poema, parabéns! abraços, fica na paz de Deus.

    ResponderExcluir
  11. Olá Diná!
    Ainda não tinha conseguido chegar a este seu lindo cantinho!
    Estou adorando, vou tentar segui-lo na minha lista preferida; não sei se consigo,
    já tentei noutro que a amiga participa mas apareceu erro 404 numa página inválida, vou tentar seguir este, vamos ver se consigo! O Google está com muitos problemas... nem sempre consigo seguir!
    Parabéns, seu blog é muito lindo, gosto muito dos seus poemas.
    Muito obrigada pelas suas visitas, e por todos os seus amáveis comentários!
    Quando quiser disponha, é sempre muito agradável ler os comentários dos amigos.
    Beijo com meu carinho, e um forte abraço!

    https://zelinhaist.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. O espírito jamais envelhece, sobretudo quando ama e é amado. Amei seu poema!
    Beijos carinhosos!

    ResponderExcluir
  13. Olá Diná, nossa que versos lindo, que profundo, o Espírito realmente não envelhece... Cheguei aqui pela primeira vez e já me apaixonei, vou seguir e voltar. Um xeru!

    Sandra
    http://pedacinhobysandra.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  14. Boa Noite, Diná!!!
    Que coisa mais linda amei. Lindo ler e sentir o amor verdadeiro. Adorei!!!
    Paz e Luz!!!

    ResponderExcluir
  15. O amor verdadeiro não murcha, na verdade.
    Belo poema, parabéns.
    Bom fim de semana, amiga Diná.
    Beijo.

    ResponderExcluir



Seu comentário será bem vindo, deixe suas impressões , sua crítica, desde que não ofensiva me servirá de aprendizado e contribuição para melhora do meu trabalho poético.

Sua visita será retribuída com carinho.
Que Deus abençoe seu dia, sua tarde, sua noite!

Bom dia, Boa tarde, Boa noite!