Seguidores

sábado, 14 de julho de 2018

Recado ao Sol (Rondel)


Nuvens presente e céu acinzentado
Deixou a tarde modorrenta e sem cor
O sol, para o arrebol, mandou recado
Em recesso, deixo o pôr-do-sol sem fulgor

A lua que deseja um céu bordado
De estrelas, sorir da tarde incolor
Nuvens presente e céu acinzentado
Deixou a tarde modorrentae e sem cor

O dia finda triste com cara de enfado
O escuro, por sua vez causa pavor
Espero um amanhecer iluminado
Com um sol de intenso resplendor
Sem nuvens presente nem céu acinzentado

Diná Fernandes

sexta-feira, 13 de julho de 2018

Tautograma em "C"


Conheci carinhoso companheiro
contou-me coisas, cativou-me
Casos conhecidos, consistentes

Conseguimos  confabular
Conversas  caprichadas
Cenas camponesas
  
Cavalheiro, caprichoso comandante
Calmamente concluiu conversas
Cativou coração
Choveu  carinho
Cantou canção
Comovida , confesso; chorei
Cupido chegou
Consolidou conquista

Coração conquistado
Casualmente confiante,
Concedeu certidão concreta
Compatibilidade concatenada.

Carências compreendidas
cálidas carícias
carinhos comedidos, concedidos
cenas corriqueiras.
Caminhemos!!

Diná Fernandes

quinta-feira, 12 de julho de 2018

Luto

Amigos e  (as), bom dia!
Obrigada a todos que por aqui passaram e deixaram seu carinho
Desculpem a ausência!



Depois de uma luta severa acompanhando meu sobrinho de apenas 40 anos, acomeitodo de Cirrose e Pancreatite Crônica, ainda um tanto abalada pela sua passagem para outra dimensão, retorno ao convivio da blogosfera. Vida que segue, embora saudosa, mas não posso parar!
Que Jesus lhe acolha em seus braços.
Saudades eterna  Tetê!


sexta-feira, 29 de junho de 2018

Bom dia!


Caros amigos e (as)
ausente por uns dias, estive na capital fazendo os exames de rotina,
e por ficar em casa de familiares deixei o cel em casa pra dar uma relaxada, 
por essa razão não pude me comunicar.
Retornando hoje ao convívio. 
Deixo  flores pra perfumar o seu dia
Agradecida a todos que  por aqui passaram e deixaram seu carinho.
Bjss!


sábado, 23 de junho de 2018

Bem vindo Inverno!


Desejo a todos e todas um feliz e abençoado inverno!




E o inverno chegou
tempo bom,
roupas bonitas,
nos deixa elegantes
aumenta a disposição
o apetite também.

É hora de tirar da gaveta
Casacos, luvas e gorros
E também cachecol
Para a garganta proteger
Nós pés aquela botinha
Deixa a gente bem aquecida

Oh! Estação que me faz bem!
O frio pede bom vinho
Pede também
um gostoso fondue
seja queijo ou chocolate
na beira da lareira
o prazer é dobrado.

 Que venha manso
Regar a nossa terra
Alegrar as nossas árvores
Abastecer as reservas
Deixando água em abundância
O homem e os animais
Tamanha benção agradece!

Viva o Inverno!


Diná Fernandes




quinta-feira, 21 de junho de 2018

Plácida Tarde


Cadeira de embalo na sombra
Jardim florido povoado de borboletas
Algazarra de pássaros na tarde mansa
Com o ocaso reparto o cenário

Noite enluarada prateia o coqueiral
Céu estrelado, rede na varanda
Lembrança em nuvens, costurando
Saudades do tempo da mocidade.

É que o cristal de minh’ alma
Já não brilha como dantes,
Resta-me a vida plácida
Como o sol, diluindo-se no ocidente

Repentino frenesi excita o verbo
Enxurrada de imagens mensageira
Seduz a minha pena a escrever
Minudências jungidas ao passado


Diná Fernandes

terça-feira, 19 de junho de 2018

40º POETIZANDO E ENCANTANDO


Amiga Lourdes, só agora pude chegar com minha humilde participação
na BC, brincadeira que tanto nos nos diverte e o pensar instiga.

https://filosofandonavidaproflourdes.blogspot.com/

Minha Geometria Amorosa

Minh’alma entristecida levou-me a vagar,
Sem rumo, a intuição direcionou-me para o mar
Horas a fio fiquei a contemplar tamanha afinidade
Das ondas, que como meu coração choravam de saudade

Saudade do meu amor, e nestas horas sentidas
Ali sentada desenhei minha amargura, abatida
Num primeiro instante pensei que lavado seria
O meu coração, e minha dor ali acabaria

Engano meu, as ondas respeitosamente
Pouparam minha geometria e de jeito inteligente
Recuaram deixando intacto meu coração ferido
Tornei-me ciente  de com o mar ter aprendido

Que o amor não é panfletagem, é digno de respeito.
 Preservou meu coração com seu aquático afeto.
Deixando  íntegra  a geometria amorosa.
Quanta sensibilidade naquela onda morosa...!

Diná Fernandes


sexta-feira, 15 de junho de 2018

Violência no lar



Dizer que a mulher é uma montanha de fragilidade 
É contradizer algumas das suas particularidades 
Pois viver uma relação doentia e sem instabilidade 
Dominada pelo medo e vergonha perante a sociedade, 

Suportando os maus tratos com impassibilidade 
Vitimada por seu parceiro que sem temeridade 
Coloca em risco sua saúde física e sua identidade 
É viver à mercê d’uma provável incapacidade 

Mulher , sua força é imensurável por tanto suportar 
Não sinta dó de quem hoje vem lhe maltratar 
E amanhã oferece rosas tentando mascarar 
Os impiedosos atos que podem sua vida abreviar 

Severamente agredida, recorre aos meios jurídicos 
O enfrentamento abre caminho para o fatídico 
Sob pressão, o feito toma dimensão de inverídico 
E a cumplicidade descaracteriza o verídico 

É difícil opinar, há vínculos e entraves a questionar 
Os filhos, dependência econômica, o não poder falar 
O agressor usa de todas as táticas para castigar 
Ameaças, a dor do desprezo e o desrespeito fazem calar 

A mulher precisa ser consciente e não se permitir 
Que as agressões aconteçam num ir e vir 
É preciso lutar com afinco e jamais desistir 
Agressão é patologia que dificilmente se pode inibir 

Diná Fernandes

terça-feira, 12 de junho de 2018

Selinho Gratidão

Hoje  o dia está sendo bem especial, meu bloguinho comemora a alegria dos 150 seguidores, amigos queridos que já fazem parte da minha vida diária e que moram no meu coração.
E aqui fica  o selinho de comemoração,pegue o seu se desejar!




Bjs em cada coração!

domingo, 10 de junho de 2018

Antologia Talento Poético 2018



Bom dia amigos e (as)
A quem interessar em partiipar da Antologia, posso afirmar que o organizador e Editor Luciano Becalete juntamente com a sua equipe , desenvolve um trabalho sério e de ótima qualidade.
Os livros tem ótima artefinal!




Editora Becalete MEI
Pedido de orçamentos: editorabecalete@gmail.com
Fale com o editor: (19) 98164-8508 
CNPJ: 22.461.421/0001-52

PS:Já participei de duas Antologias:
Salvador 2014


São Paulo 2015



sábado, 9 de junho de 2018

Ainda te desejo


Ainda te desejo tanto!
Sinto saudade do nosso amor
ardente, dos desejos estupendos.

Quando em ti eu penso
enlaço-me no querer.
Não quero te esquecer!

Ao lembrar de ti, sinto-me
fortemente agarrada
pelos tentáculos da saudade.

Diná Fernandes

sexta-feira, 8 de junho de 2018

Pensamento


Gosto quando o pensamento
brinca comigo,
deixa em meu esconderijo
de mulher
um “que” de malícia,
e se esconde
entre meus dedos.

Diná Fernandes

sexta-feira, 1 de junho de 2018

Coração Infante


Sou ainda uma criança,
Coração infante e puro.
Nos cabelos, uso trança,
Sou da mamãe um tesouro.

Sou frágil como cristal,
Meu sorriso é natural,
Cada passo é um sonho,
Que faz os meus dias risonhos.

Tudo brilha como o lual,
O mundo parece encantado.
Não sei se isso é normal,
Ou se meu sonho é desvairado.

Essa fase da ingenuidade,
Eu gostaria de conservar.
Manter a espontaneidade,
Quando adulta me tornar.

Diná Fernandes

quarta-feira, 30 de maio de 2018

Presentinho do amigo Sol de Esteva

PS: Aos amigos, peço desculpas pela ausência desde o domingo,
quando o problema  é com a saúde de alguém da família,
não posso faltar com minha assistência, ainda sou a enfermeira deles todos.
Bjss!

Ao amigo Sol de Esteva, meus sinceros agradecimentos
por estes lindos e significativos mimos felicitando o meu dia!
Bjss!




terça-feira, 29 de maio de 2018

Tempo de ser e viver



Meu tempo de realizar 
vive nos almejos que 
latejam em meu ser,
a vida os concebe. 
mas só Deus permite
a realização.

Meu tempo de ser 
espera a luz do novo ciclo 
que renasce. 
É novo tempo, 
nova roupagem. 
É transmutação, sempre! 

Meu tempo é de viver 
e esquecer todos os que não me entenderam. 
Fazer de mim um verde de esperanças 
como um caminho povoado de crianças. 

Meu caminho agora é de busca 
de luzes que brilhem 
na minha direção,
de alentos e cura para meu coração. 

Quero viver como um rio;
 límpido, transparente 
caudaloso de vida 
e eterno em sua magnitude.

Diná Fernandes

segunda-feira, 28 de maio de 2018

Mimo da Gracita , Lúcia Silva e Chica

Amigas : Gracita, Lúcia e Chica
Sentindo-me honrada, lisonjeada e emocionada com o 
carinho que me foi dispensado e que fez toda diferença no meu dia.
Amigas um carinho impagável que afagou meu coração e me fez muito feliz!
Se não fosse a plataforma com as quais  me irmanei e guardo em meu coração.
Que Deus abençoe vocês todos e conceda tudo de melhor!

Bjs agradecidos.
Diná




























Meus sinceros agradecimentos vão também par as querida amigas (os) seguidoras (os)dos meus blogues:
Célia Rangel,Chica, Gracinha, Rosélia, Maria Rodrigues, Jack, Larissa, Morena rosa, Gegê, Dalva, Welligton, Anete, Pedro Coimbra Simplicidade, que brindaram comigo meu primaverar.

Gratidão queridos!

Bj em cada coração!

domingo, 27 de maio de 2018

Meu Niver





O amanhecer me abraçou gostoso
O sol veio brindar meu primaverar
Iluminar e tornar mais venturoso
o meu dia, e com alegria comemorar.

São setenta e seis primaveras,
Umas bem floridas, outras não
Lumes etéreos, doces quimeras
Eternas esperas, e ao meu Deus, gratidão.

Assim, vibrante e amante da vida
Sem físicas limitações para o viver
chego até aqui, nesta manhã linda
sentindo de Deus, o abençoado prover.

Com a idade não me mordo
Pois o viver tem duas opções
Viver cada fase e de acordo
com as previstas limitações

...ou amargar as transformações
advindas do inevitável desgaste
próprio da idade, que as limitações
não causem sensação de “traste”.

Enfim! Feliz estou pelo meu dia
Alguns abraços, bem cedo recebi
Meus amigos e família, que alegria
ser lembrada, alma está em frenesi!

Diná Fernandes

sábado, 26 de maio de 2018

& Botando a Cabeça Pra "Funcionar" 13 &

Chica,
Soube que tem festa rolando
é o niver do seu amado
Desejo felicidades
e boas comemorações.

http://chicabrincadepoesia.blogspot.com.br

Um pássaro contemplativo

Pousei no galho para contemplar
a folhagem que me abriga
e as rosas que enfeitam minha casa.

Sempre atento, temo intrusos !
Eis que de repente, escuto vozes
e a pergunta : -no que pensas
Lindo bem-te-vi?

-Estou a vigiar meu ninho.
E permissão pediu
para mais perto chegar,

Na mão um instrumento,
temeroso fiquei; pensei...
Será baladeira?
Vou voar...

A moça era tão mansa
Que me encantei
E senti segurança.

Para ela pousei
E meu charme esbanjei!
Agradeceu e partiu!


Diná Fernandes

sexta-feira, 25 de maio de 2018

Quadrinhas ciganas


Sou uma cigana de alma
Sangue que não se acalma
Tenho um coração vibrante
Sou mulher contagiante.

Sou andarilha por prazer
Gosto do sol e do amanhecer
Em cada nova paragem
Vou deixando minha imagem.

Amo a mãe natureza,
Com toda sua beleza
Gosto das roupas coloridas
As cores alegram a vida

Tenho alma evoluída
Jamais me senti deprimida
Gosto de cores vivas
e de coisas primitivas.

Carrego nos lábios o sorriso
e sinto que dele preciso
Semear o bem me deixa feliz
Vivo focada nessa diretriz

Há quem goste do meu jeito
Esse jeito com defeitos
Tão Livre de preconceitos
Esse ser humano imperfeito.


Diná Fernandes

quinta-feira, 24 de maio de 2018

22 de maio- Dia do Abraço - Abraço-te em Versos, Amigo

Embora atrasada, mas com muito carinho!!
Abraço-te em Versos, Amigo

Dedico a todos amigos e seguidores ou não do meu blog

Que prazer receber teu abraço
Mano amigo, fraternal camarada
Expressando carinho reforçando laços
Através da tela fria, imantada

De sinceridade, atenção e respeito
Com palavras de gratidão e calor
De efeito inegável, é afago ao peito
Amor de amigo é uma dádiva, é fervor

Enlaça, transmite paz, energia e amor
Numa doce cumplicidade, mesmo virtual
Se sincero, aconchega e ameniza a dor
Receba hoje meu abraço, amigo especial! 

Amo-te em Cristo, Amigos!

Diná Fernandes

quarta-feira, 23 de maio de 2018

Réstia de Sol



Réstias de sol, que coisa bela,
Dardeja raios luminosos,
Que se infiltram pela janela,
Me faz um dengo gostoso .

Joga seu brilho, deixa sua parcela
de lume em meu leito preguiçoso.
O meu despertar entra em querela
com a preguiça matinal.
 É o sono audacioso
brigando com a magna estrela!

A lua que já caminhava
para seus aposentos
de soslaio observava,
e sem nenhum argumento
se achegou invasiva
com todo encantamento,
ao sol, deu vivas!

Diná Fernandes

sábado, 19 de maio de 2018

Amor Enfadonho (Rondel)



Do nosso amor enfadonho
Confesso que nada restou
Tudo não passou de um sonho
Que tão brevemente findou

Amor incapaz com jeito bisonho
Que em meu coração aportou
Do nosso amor enfadonho
Confesso que nada restou

Não houve dias tristonhos
Saudade não me maltratou.
Quando alegre, acordei do sonho
Vi que meu coração se libertou
Do nosso amor enfadonho

Diná Fernandes

sexta-feira, 18 de maio de 2018

Canto de Liberdade



Minha vida feita de quimeras,
de esperas sem retorno,
de ilusões perdidas entre as palavras
e promessas que nunca se cumpriram.

O amor que a ti dediquei,
as loucuras que por esse amor cometi,
não foram suficientes para consolidar a união?
Que mais querias de mim além do amor?

Tanto amei, como tanto sofro agora
com a inesperada partida,
com um dorido ponto final
sem nenhum questionamento.

Segue firme teu caminho,
a rotura entre nós não terá emendas,
a dor que agora de mim não se apieda
faz de mim um pássaro sem gaiola
voando em liberdade.
Um canto ao renascimento!

Diná Fernandes

quarta-feira, 16 de maio de 2018

Castigo? (Enlaces Disticus)


Minh’ alma está um tanto vazia,
Quem absorveu minha energia?
A palavra deu nó na garganta,
A inspiração não se agiganta.
Será que salguei a santa ceia?
Estou em punição, presa numa teia.
Vejo tudo e nada sinto...
Quem sabe um cheiro de absinto
Para que eu possa encontrar,
Um motivo para poetar.

Preciso de nova alegoria
Para instigar a dona poesia!

Autoria: Diná Fernandes
( enlaces dísticus ) é criação de Aila brito

quarta-feira, 9 de maio de 2018

Se eu partir amanhã (Indriso)


Se caso amanhã eu partir
Para a minha eterna viagem,
Tal qual um palhaço que rir

Camuflando as dores
Que seu coração veio ferir,
Morrerei como as flores

Que deixam no solo,  sementes.

E assim partirei, irremediavelmente

Diná Fernandes

sábado, 5 de maio de 2018

Poetrix

Humildade
Perdão verdadeiro
Ausência de resquício
Paz d’alma.

Diná Fernandes

Primavera
Acordei  primavera
Meu olhar vislumbrou
imensa aquarela.

Diná Fernandes

Gastança

Conta recheada
Gasto desenfreado
Preciptação...

Diná Fernandes

sexta-feira, 4 de maio de 2018

Agradecimento as amigas:


Boa noite amigas:
Anete,
Carmen,
Chica,
Clau,
Elvira Carvalho
Elza (Estação Cigana)
Gegê
Gracita
Lucia Silva

Agradeço a carinhosa  presença e votos de permanência
na blogosfera pelos dois anos de blog, vocês fizeram a diferença
e afagaram meu coração.
A amizade é  coisa  gostosa de se ter , e consideração
é prazer dobrado!
Flores e mimos ofereço à vocês
Bjs meninas!

Este lindo mimo ,presente da querida Gracita  enfeitou minha página de carinho!
Mais uma vez gratidão amiga.
Bjss!

quarta-feira, 2 de maio de 2018

MUSICA CIGANA - CIGANO PABLO (MPR)

2 Anos de blog


O Blog Alegria de Viver, está completando 2 anos . Criei o blog com um certo desânimo, já havia criado outro anteriormente , devido problemas de e-mail  entre a Mycrosoft e o Google
o mesmo foi bloqueado e perdi o acesso total, nele havia 300 seguidores, foi uma decepção total até tomar coragem para criar um outro, precisei de um bom tempinho, enfim nasceu o Alegria de Viver em maio de 2016.
E aqui estou a gradecer aos meus seguidores que através das preciosas visitas e leituras, fizeram o blog crescer, sem  o aval destes amigos seguidores que com carinho deixam suas impressões sobre meu trabalho, seria impossível o crescimento. Na verdade são poucos os seguidores, mas número não me enche os olhos, prefiro qualidade.
Aos especiais amigos, de coração, deixo meus sinceros agradecimentos.

Diná Fernandes

terça-feira, 1 de maio de 2018

Recordações




Difícil é diluir as recordações aglutinados na memória.
 São vestígios de saudade em forma de coloridos retalhos
 que insistem em não desbotar, querem a todo custo ser parte de você.

Diná Fernandes