Seguidores

quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

Poeta Transpirado



Meus escritos, pelo tempo amarelados,
dormem na gaveta inacabados.
São palavras escritas em vão,
obedecendo o desejo da mão

Num canto da sala a mesa empoeirada,
gavetas abarrotadas, seladas,
Segredam as dores do poeta entristecido,
recluso, transpirado, reprimido...

Pensamentos revelados à espera
da mão artesanal que há muito venera,
deseja  transformar essa mistura 
em poema, com voz e alma de criatura.

Não há mais quimera nem tinta na caneta,
O olhar de poeta que voava tal qual borboleta,
Agora cabisbaixo, não voeja nem devaneia.
Acorda poeta, não se deixe morrer nessa teia.

Há tanta beleza a ser cantada em versos,
O céu, a lua, o mar e todo esse Universo,
Até o arrebol, de vergonha enrubesceu,
Pois dele, você também se esqueceu!

dinapoetisadapaz

37 comentários:

  1. Se este era um dos escritos adormecidos dá vontade de dizer que ainda bem que acordou.
    Gostei muito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pedro, agradecida pelas gentis e estimulantes palavras.

      Abraços!

      Excluir
  2. Sem palavras para expressar o quanto essa poesia é linda! Quero destacar a última estrofe que me encantou demais.
    Há tanta beleza a ser cantada em versos,
    O céu, a lua, o mar e todo esse Universo,
    Até o arrebol, de vergonha enrubesceu,
    Pois dele, você também se esqueceu!

    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amiga Lúcia , sua leitura e comentário é para mim um presente muito significativo, suas palavra no mais das vezes exageradas, me deixam feliz, nem sei se mereço tanto!

      Fico por demais lisonjeada com seus elogios!

      Desejo uma abençoada semana.

      Bjss e mimos!

      Excluir
  3. O poeta jamais deverá deixar morrer as palavras,mesmo que fiquem em papéis amarelados.
    Lindo amiga Diná.
    Bjs-Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É vero amiga Carmem. Obrigada pela leitura e comentário.
      Feliz e abençoada semana!

      Bjss!

      Excluir
  4. E a Diná sabe realçar toda essa beleza através de bela poesia!!!
    bj
    ...
    O passeio faz-se no Parque da Cidade … da Mealhada:
    https://crocheteandomomentos.blogspot.pt/2018/01/parque-da-cidade-da-mealhada.html

    E a tarte de abóbora é decorada com … amêndoa:
    https://ospetiscosdagracinha.blogspot.pt/2018/01/tarte-de-abobora.html

    Continuação de uma BELA de uma semana!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amiga generosa, me sinto lisonjeada com suas palavras. Obrigada Gracinha.

      Desejo uma abençoada e feliz semana.

      Bjss.

      Excluir
  5. As palavras amargas e doces por vezes se perdem amareladas na gaveta, da escrivaninha num livro que foi abandonado, num coração magoado que não escreve mais. mas ainda assim sobejam e vertem vida se alguém as ler. Lindo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Paula, não podemos desperdiçar nossos pensamentos transformados em palavras, sem a leitura não há poesia!
      Agradecida pelo gentil comentário.
      Menina fiquei triste pela perda do seu gatinho, e chorei por ele.

      Abraço!

      Excluir
  6. Oi Diná! Há tantos poetas engavetados, não é mesmo!? Estou faxinando gavetas, armários e sentimentos para ver se o poeta (não gosto de poetisa) aflora verdadeiramente em mim.
    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fazes mui bem em faxinar as gavetas e trazer à tona seus rascunhos amiga.
      Desejo linda e abençoada semana]

      Bjss!

      Excluir
  7. Está muito belo, incentivador e significativo.
    Parabéns, Diná, pelo talento.
    Gostei muito.
    Abraço amigo.
    ~~~

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Majo, suas palavras também são incentivadoras, o talento ai é por sua conta e risco.rsrs...

      Desejo uma abençoada semana!
      Abraço de paz, deixo!

      Excluir
  8. Olá Diná,
    o ato de desengavetar revela pedaços esquecidos de nossas histórias, mas o bom eh que produz um movimento de rearrumação do ser e do sentir." Acorda poeta, não se deixe morrer nessa teia"...

    Abraço,
    Calu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aprendi que rascunhos viram poemas, e que escrever poesia é um exercício que precisa ser colocado no papel sim, é através do leitor que lapidamos nossos pensares!

      Grata pela visita.

      Boa semana .

      Bjss!

      Excluir
  9. Muito belo querida amiga do princípio ao fim ,muitos beijinhos felicidades

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oh amigo emanuel, suas palavras alegram meu coração fico agradecida e lisonjeada saber-me lida por esse amigo fiel!
      Linda e abençoada semana, desejo!
      Bjss!

      Excluir
  10. O poeta não pode deixar os seus belos escritos empoeirar-se numa gaveta e você foi magistral ao acordá-lo com uma lindíssima trama poética. Aplausos para sua criatividade e arte amiga Diná
    Beijos e carinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agradecida pelas gentis palavras querida amiga Gracita.
      Feliz e abençoada semana.

      bjsss!

      Excluir
  11. Muito belo este poema, Diná!
    Os meus Parabéns! Adorei.
    Um beijinho.
    Ailime

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agradecida Ailime! Sua visita e leitura alegra meu coração.

      Feliz e abençoada semana.
      Bjs!

      Excluir
  12. Parabéns pelo seu poema, é excelente.
    Bom fim de semana, amiga Diná.
    Beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Jaime, saber-me lida e ter meus escritos apreciados por um poeta do seu quilate, deixa-me vaidosa!Agradecida pelas palavras.

      Abraço!

      Excluir
  13. A gaveta principal é o coração e a mente do poeta, lá nada fica esquecido ou amarelado. Parabéns. Show.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo Carlos, mesmo que fique um tempo dormitando, qdo acorda que pousar na folha branca!!

      Grata pela visita!
      Bom findi!

      Bjss!

      Excluir
  14. Olá amiga!
    Hoje como estou evitando ficar digitando devido está melhorando da tendinite, para que ela não volte, estou passando para deixar o meu carinho e lhe desejar um fim de semana feliz, com muita saúde e paz.
    Deixo também esse pensamento que que uma amiga me enviou e nos leva a reflexão.
    “Semeei flores... colherá o perfume. Semeei o carinho... colherá a amizade. Semeei sorrisos... colherá a alegria. Semeei a verdade... colherá a confiança. Semeei a vida... colherá milagres. Semeei a fé... colherá a certeza. Semeei o amor... colherá a felicidade”
    Abraços da amiga Lourdes Duarte

    ResponderExcluir
  15. Oh amiga, grata pelo reflexivo pensamento!
    Se cuide, tendinite dói demais e leva à LER. Desejo melhoras e um ótimo fim de semana!
    Bjss!

    ResponderExcluir
  16. Olá Diná!
    Assim fazem os poetas, deixam os poetas já feitos na gaveta até que tenham a oportunidade de publicá-los, mas se não o forem serão os seus companheiros, com os seus segredos na página já amarelados. Parabéns.
    Um ótimo domingo.
    Um beijo.
    Pedro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Pedro, a continuação do escrever reforçou a coragem de tirar da gaveta diversos rascunhos, a gente vai aprendendo que palavras não devem adormecer no papel.
      Fico feliz que vc tenha gostado dos meus versinhos. Agradecida pela nobre visita.
      Desejo uma abençoada semana ao casal Pedro/Taís Luso
      Bjs no coração amigo!

      Excluir
  17. Permite-me a liberdade, Diná:


    Num canto da sala, em mesa empoeirada,
    Guardo recordações p'ra dizer em verso.
    Que o céu e a lua, o mar e o Universo,
    Testemunhem, que @ Poeta tem guardada
    A Obra Prima sem ter escrito nada.

    ... mas escreveu!

    Parabéns, Diná

    Beijo
    SOL

    ResponderExcluir
  18. Amigo Sol, que linda sua interação, gostei de receber este lindo presente poético.
    Um grande e terno abraço!
    Boa semana!

    Bjs!

    ResponderExcluir
  19. Escritos adormecidos , amarelados pelo tempo , esquecidos na gaveta ... adorei ! Ainda bem que vc resolver " acordar esta sua bela poesia" , que tanto nos diz . De tento ficar esquecido na gaveta , pensando se o publicaria ou não , acabei por perdê-lo ,. Não era assim uma obra prima como a sua , mas doeu-me perder um meu filhote ! Bjs . Linda poesia .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amiga Edite, já perdi muitos rascunhos esquecidos na gaveta, por isso agora, escrevo direto na telinha do blog e guardo lá, qdo resolvo publicar, é simples e rápido.
      Meus versos são simples amiga, nada de obra prima, quem dera, generosidade sua!

      Boa e abençoada semana.
      Bjss@

      Excluir
  20. Boa tarde, Diná
    Me encantei com a sua poesia.
    Obrigada pela partilha.
    Tenha uma ótima tarde e maravilhosa semana.
    Beijinhos de
    Verena e Bichinhos.

    ResponderExcluir



Seu comentário será bem vindo, deixe suas impressões , sua crítica, desde que não ofensiva me servirá de aprendizado e contribuição para melhora do meu trabalho poético.

Sua visita será retribuída com carinho.
Que Deus abençoe seu dia, sua tarde, sua noite!

Bom dia, Boa tarde, Boa noite!